logo |

Informação

    Casa   >     indústria    >     Texto Principal

    Com déficit primário recorde em maio, Tesouro alerta não haver espaço para novas despesas obrigatórias

    Resumo:O governo central registrou déficit primário recorde em maio diante do forte impacto da crise com o coronavírus nas contas públicas e o Tesouro Nacional alertou, em meio a discussões políticas sobre a

      Por Marcela Ayres

      BRASÍLIA (Reuters) - O governo central registrou déficit primário recorde em maio diante do forte impacto da crise com o coronavírus nas contas públicas e o Tesouro Nacional alertou, em meio a discussões políticas sobre a criação de uma renda básica mínima, que não há espaço para novas despesas obrigatórias no país sem que haja forte aumento de impostos.

      Conforme dados divulgados segunda-feira, o rombo primário do governo central, formado por Tesouro, Banco Central e Previdência Social, foi de 126,6 bilhões de reais em maio, maior para o mês da série histórica iniciada em 1997. O dado veio um pouco pior que a projeção de um déficit de 125,9 bilhões de reais, segundo pesquisa Reuters com analistas.

      No lado das receitas, o desempenho no mês foi afetado principalmente pelo diferimento de 29,9 bilhões de reais na arrecadação de impostos. Já no lado das despesas, a execução de gastos ligados ao enfrentamento da crise desencadeada pela disseminação do Covid-19 teve um impacto de 53,4 bilhões de reais no mês, sendo 41,1 bilhões de reais com o auxílio emergencial. Nos cinco primeiros meses do ano, o rombo nas contas públicas foi de 222,5 bilhões de reais, contra 17,5 bilhões de reais em igual período de 2019. Em 12 meses, o déficit primário é de 300,5 bilhões de reais, equivalente a 4,14% do PIB (Produto Interno Bruto).

      Em nota, o Tesouro disse que as propostas de criação de programas sociais novos implicariam gastos adicionais de 0,7% a 4% do PIB ou mais por ano, em um país que sairá da crise com um déficit primário projetado para 2021 superior a 150 bilhões de reais (2% do PIB).

      “Se os cenários mais conservadores de perda de receita se confirmarem, há o risco real de o Brasil não ter superávit primário até o final do próximo governo”, pontuou.

      “Qualquer criação de uma nova despesa permanente, sem a redução de outras despesas, levaria, necessariamente, a um aumento da carga tributária em uma conjuntura difícil, na qual o governo central precisará recuperar parte da arrecadação perdida depois da forte recessão de 2015-16, sucedida por um período de três anos de baixo crescimento e, neste ano, outra forte recessão que, segundo o Banco Central, poderá ser de 6,4%”, acrescentou o Tesouro.

      O Tesouro destacou ainda que a renovação de qualquer um dos programas já aprovados pode elevar o déficit primário esperado para o setor público --que inclui dados de Estados, municípios e estatais-- para além de 708,7 bilhões de reais (9,9% do PIB), o que levaria o déficit nominal para mais de 15% do PIB.

      A Secretaria Especial da Fazenda deverá divulgar suas novas projeções para as contas públicas em breve. Os últimos dados ainda levaram em conta uma retração de 4,7% do PIB este ano.

    United Arab Emirates Dirham

    • United Arab Emirates Dirham
    • Australia Dollar
    • Canadian Dollar
    • Swiss Franc
    • Chinese Yuan
    • Danish Krone
    • Euro
    • British Pound
    • Hong Kong Dollar
    • Hungarian Forint
    • Japanese Yen
    • South Korean Won
    • Mexican Peso
    • Malaysian Ringgit
    • Norwegian Krone
    • New Zealand Dollar
    • Polish Zloty
    • Russian Ruble
    • Saudi Arabian Riyal
    • Swedish Krona
    • Singapore Dollar
    • Thai Baht
    • Turkish Lira
    • United States Dollar
    • South African Rand

    United States Dollar

    • United Arab Emirates Dirham
    • Australia Dollar
    • Canadian Dollar
    • Swiss Franc
    • Chinese Yuan
    • Danish Krone
    • Euro
    • British Pound
    • Hong Kong Dollar
    • Hungarian Forint
    • Japanese Yen
    • South Korean Won
    • Mexican Peso
    • Malaysian Ringgit
    • Norwegian Krone
    • New Zealand Dollar
    • Polish Zloty
    • Russian Ruble
    • Saudi Arabian Riyal
    • Swedish Krona
    • Singapore Dollar
    • Thai Baht
    • Turkish Lira
    • United States Dollar
    • South African Rand
    Taxa atual  :
    --
    Montante
    United Arab Emirates Dirham
    Montante
    -- United States Dollar
    Aviso

    Os dados usados pelo WikiFX são todos dados oficiais publicados por institutos de regulamentação como o FCA, ASIC. Todos os conteúdos publicados são baseados nos princípios de justiça, objetividade e verdade dos fatos. Não aceita nenhuma comissão de comerciantes, incluindo taxas de RP, taxa de publicidade, taxa de classificação, taxa de exclusão de dados. O WikiFX faz todo que é possível para manter a igualação dos dados com os publicados pelos institutos de regulamentação, mas não se compromete a manter em tempo real.

    Considerando que a complexidade da indústria de Forex, alguns comerciantes são emitidos licenças legais pelos institutos de regulamentação por meio de trapaça. Se os dados publicados pela WikiFX não estiverem de acordo com o facto, use a função Reclamações e Correção para nos informar. Vamos verificar imediatamente e Anunciar os resultados.

    Os contratos de câmbio, metais preciosos e over-the-counter (OTC) são produtos alavancados, que têm altos riscos e podem causar a perda do seu investimento principal. Por favor, invista racionalmente.

    Aviso especial: As informações fornecidas pelo WikiFX são apenas para referência e não indicam nenhum conselho de Investimento. A plataforma de Forex é escolhida pelo cliente.O risco trazido pela operação da plataforma não tem nada a ver com a WikiFX.O cliente tem que arcar com as consequências e responsabilidades relevantes.

    ×

    Selecione o país / distrito

    ×

    Selecione o país / distrito