logo |

Informação

    Casa   >     indústria    >     Texto Principal

    Dólar descola de exterior e sobe ante real com noticiário doméstico amparando ajuste

    Resumo:O dólar fechou em alta ante o real nesta terça-feira, perto das máximas do dia e com a moeda brasileira na contramão dos mercados globais de câmbio, conforme investidores recompuseram posições um dia

      Por José de Castro

      SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em alta ante o real nesta terça-feira, perto das máximas do dia e com a moeda brasileira na contramão dos mercados globais de câmbio, conforme investidores recompuseram posições um dia após a cotação sofrer a maior queda do mês.

      O dólar à vista fechou em alta de 0,67%, a 5,7609 reais na venda, depois de na véspera cair 2%.

      Ao longo da sessão, a moeda oscilou entre queda de 0,69% (para 5,683 reais) e valorização de 0,75% (a 5,7653 reais).

      Na B3, o dólar futuro ganhava 0,59%, a 5,7595 reais, às 17h45.

      Expectativas cada vez piores para a economia, perspectiva de juros nas mínimas históricas e falta de visibilidade para a volta dos debates sobre reformas econômicas mantêm o real pressionado.

      O secretário do Tesouro, Mansueto Almeida, afirmou nesta terça-feira que a contração do Produto Interno Bruto (PIB) este ano pode ser maior que 5%. O Goldman Sachs revisou para queda de 7,4% a estimativa para o desempenho do PIB neste ano (frente a -4,6% antes) e cita que o aumento de preocupações de ordem política e fiscal deve agravar a recessão.

      “Além disso, o governo federal e as autoridades locais continuam discordando quanto ao escopo e à intensidade das medidas para lidar com a crise da saúde pública. Nesta fase, não está claro quando a curva viral atingirá o pico”, disse o banco, acrescentando que o Brasil é um dos epicentros globais do Covid-19.

      No fim da tarde, o presidente dos EUA, Donald Trump, disse que, sem dúvida, o Brasil está tendo problemas com o coronavírus e que está considerando impor restrição de viagem a passageiros do país.

      O menor apelo do real é percebido em pesquisa do Bank of America com gestores. A fatia dos que acreditam que a moeda brasileira terá desempenho melhor nos próximos seis meses caiu para “apenas” 19% na sondagem deste mês, ante 46% na do mês passado. Uma parcela de 60% vê a economia retraindo mais de 5% neste ano.

      O mercado começou o dia alvoroçado com incertezas sobre se haveria negociações na B3 nos próximos dias, devido à antecipação de feriados na cidade de São Paulo. Ao longo da sessão, as instituições e o Banco Central divulgaram notas separadamente e, no fim, ficou confirmado que os principais bancos brasileiros e a B3 funcionarão normalmente nesta semana.

      “E a montanha pariu um rato. Depois da megalambança... tudo continua igual”, disse no Twitter Sergio Machado, gestor na TRÓPICO Latin America Investments.

      Investidores acompanharam ainda depoimento do chairman do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), Jerome Powell, e do secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, a um comitê do Senado norte-americano, mas houve pouca reação nos preços dos ativos financeiros.

      No exterior, o dólar caía 0,06% ante uma cesta de moedas e cedia frente a várias divisas emergentes e correlacionadas às commodities.

    Últimas notícias

    United Arab Emirates Dirham

    • United Arab Emirates Dirham
    • Australia Dollar
    • Canadian Dollar
    • Swiss Franc
    • Chinese Yuan
    • Danish Krone
    • Euro
    • British Pound
    • Hong Kong Dollar
    • Hungarian Forint
    • Japanese Yen
    • South Korean Won
    • Mexican Peso
    • Malaysian Ringgit
    • Norwegian Krone
    • New Zealand Dollar
    • Polish Zloty
    • Russian Ruble
    • Saudi Arabian Riyal
    • Swedish Krona
    • Singapore Dollar
    • Thai Baht
    • Turkish Lira
    • United States Dollar
    • South African Rand

    United States Dollar

    • United Arab Emirates Dirham
    • Australia Dollar
    • Canadian Dollar
    • Swiss Franc
    • Chinese Yuan
    • Danish Krone
    • Euro
    • British Pound
    • Hong Kong Dollar
    • Hungarian Forint
    • Japanese Yen
    • South Korean Won
    • Mexican Peso
    • Malaysian Ringgit
    • Norwegian Krone
    • New Zealand Dollar
    • Polish Zloty
    • Russian Ruble
    • Saudi Arabian Riyal
    • Swedish Krona
    • Singapore Dollar
    • Thai Baht
    • Turkish Lira
    • United States Dollar
    • South African Rand
    Taxa atual  :
    --
    Montante
    United Arab Emirates Dirham
    Montante
    -- United States Dollar
    Aviso

    Os dados usados pelo WikiFX são todos dados oficiais publicados por institutos de regulamentação como o FCA, ASIC. Todos os conteúdos publicados são baseados nos princípios de justiça, objetividade e verdade dos fatos. Não aceita nenhuma comissão de comerciantes, incluindo taxas de RP, taxa de publicidade, taxa de classificação, taxa de exclusão de dados. O WikiFX faz todo que é possível para manter a igualação dos dados com os publicados pelos institutos de regulamentação, mas não se compromete a manter em tempo real.

    Considerando que a complexidade da indústria de Forex, alguns comerciantes são emitidos licenças legais pelos institutos de regulamentação por meio de trapaça. Se os dados publicados pela WikiFX não estiverem de acordo com o facto, use a função Reclamações e Correção para nos informar. Vamos verificar imediatamente e Anunciar os resultados.

    Os contratos de câmbio, metais preciosos e over-the-counter (OTC) são produtos alavancados, que têm altos riscos e podem causar a perda do seu investimento principal. Por favor, invista racionalmente.

    Aviso especial: As informações fornecidas pelo WikiFX são apenas para referência e não indicam nenhum conselho de Investimento. A plataforma de Forex é escolhida pelo cliente.O risco trazido pela operação da plataforma não tem nada a ver com a WikiFX.O cliente tem que arcar com as consequências e responsabilidades relevantes.

    ×

    Selecione o país / distrito